A hipnose pode mudar a sexualidade?

28.11.2019 por Workhana Workhana

Compartilhar:

Será que o nosso subconsciente têm o poder de mudar nossa sexualidade? A “cura gay” é possível através da hipnose? Descubra agora nessa postagem!

A sexualidade é sempre alvo de muita polêmica, desde que a medicina moderna passou a ser desenvolvida, a cura para sexualidades diferentes da “tradicional” passou a ser cogitada.

A homossexualidade, por exemplo, já foi oficialmente considerada uma doença tratável pela medicina. Mas felizmente, depois de muitos anos e “tratamentos” que acabavam causando danos graves ao psicológico dos pacientes, a homossexualidade deixou de ser considerada como doença, distúrbio ou perversão.

Hoje, o próprio Conselho Federal de Psicologia (CFP) proíbe que psicólogos ofereçam tratamentos que prometem mudar a sexualidade de um indivíduo, como a chamada “cura gay”, por exemplo. Mas porque isso é tão polêmico?

A polêmica da “cura gay”

Antes de tudo precisamos entender que não existe uma sexualidade que possa ser considerada “padrão” ou correta.

Isso porque o desejo sexual é algo intrínseco no indivíduo, a sexualidade simplesmente “é”, ela se impõe e não existe escolha.

Foi exatamente essa conclusão que fez Conselho Federal de Psicologia entender a sexualidade, seja ela qual for, como uma característica do indivíduo assim como a cor da pele ou dos olhos.

A cura está no subconsciente?

Quando se trata da sexualidade, sendo ela uma característica, está incorreto dizer que ela pode ser curada. Seria o mesmo que prometer curar alguém de ser negro, pardo ou branco, é um pensamento absurdo.

A hipnose é uma ciência que permite ao hipnotista acessar o subconsciente e dar sugestões a mente inconsciente do indivíduo. Mas não se trata de um “poder especial” e nem de domínio sobre a mente.

O nosso cérebro têm uma espécie de “defesa” que existe para proteger a mente inconsciente, quando a pessoa está em estado hipnótico essas defesas ficam dormentes, mas podem ser ativadas facilmente caso a sugestão dada pelo hipnotista for inadequada para o indivíduo.

Essa defesa é o que impede o indivíduo em estado hipnótico de comer atos perigosos ou que não condizem com sua índole. Qualquer sugestão dada que possa pôr em risco a integridade mental ou física vai fazer com que o paciente saia do transe hipnótico.

E acredite, a chamada “terapia de conversão sexual” causa mais danos do que você pode imaginar.

Riscos da terapia de conversão sexual

A terapia de conversão sexual nada mais é que um eufemismo para “cura gay”, uma vez que nenhum defensor do método se propõe a “orientar” heteros a se tornarem gays, apenas o oposto.

É muito importante ressaltar que a (CFP) não proíbe o método que promete a reorientação sexual, o que está proibido é a utilização do método como uma prática reconhecida.

Isso porque o método de conversão sexual é pseudocientífico, não sendo oficialmente reconhecido como terapia da mesma forma que vários outros métodos como terapias energéticas, terapias com cristais, etc.

Mas diferentes desses outros métodos que são inofensivos, a terapia de conversão sexual pode causar danos graves ao psicológico do paciente.

Muitos homossexuais que passaram pela cura gay desenvolveram depressão profunda e tendências suicidas, isso em adultos. Agora imagine o dano que essa tentativa de arrancar ou deformar uma característica pode causar em uma criança ou adolescente.

Infelizmente, essa prática está recebendo apoio de grupos religiosos e até mesmo de psicólogos, que preferem arriscar a saúde dos pacientes a entender a homossexualidade como sendo algo tão natural quanto a heterossexualidade.

Existe a cura gay?

Com tudo que sabemos, não podemos de maneira alguma dizer que existe cura para a sexualidade de um indivíduo. Um dos primitivos é que a sexualidade, seja hetero ou homo, é uma parte do indivíduo e não pode ser considerada uma doença.

Todos possuímos sexualidade, tentar curar a homossexualidade é o mesmo que assumir que o desejo sexual ou a sexualidade em si é uma doença e, neste caso, todos precisaríamos dessa tal cura.

A cura gay não existe para a ciência, ela se trata apenas de grupos religiosos tentando inserir suas crenças de certo e errado na sociedade e, até que existam provas concretas que essa “reorientação sexual” pode ser feita sem causar danos ao paciente, ela não pode ser tomada como verdade.

Eu espero profundamente que essa postagem tenha te ajudado a entender melhor alguns pontos importantes sobre a sexualidade e também sobre a hipnose.

Descubra um pouco mais sobre o grande potencial da hipnose nessa outra postagem.

Alguns esclarecimentos

Essa postagem tem como objetivo esclarecer, a um ponto de vista científico, algumas polêmicas envolvendo a sexualidade. Os grupos religiosos citados nessa postagem, que tiveram os nomes omitidos, têm total direito de expressar suas crenças e opiniões.

Este direito é garantido pela constituição e se aplica a todos, incluindo homossexuais, simpatizantes ou qualquer membro da sociedade.

Gostou dessa postagem? Veja diversos vídeos com fatos e curiosidade sobre a hipnose no meu canal do Youtube se inscreve lá!

Depoimentos

O que dizem sobre nosso trabalho